Aurora

À Quintana:

E todos aquilos
que um dia estiveram atravancando o meu corpinho
(...)

Eles passaram.
Eu passarinho! v.V

_Aline, 21/03/2015.



domingo, 16 de outubro de 2011

Análise (verbal)



o que dói – no fundo –
não é a perda em si
mas a forçosa constatação
no amor não há posses
nele o tempo está todo
no infinitivo

possu-ir [?]



(Aline Barra – 16/10/2011)