Aurora

À Quintana:

E todos aquilos
que um dia estiveram atravancando o meu corpinho
(...)

Eles passaram.
Eu passarinho! v.V

_Aline, 21/03/2015.



quinta-feira, 13 de junho de 2013

A história (inacabada) do amor:


já foi compromisso
depois romantismo
ensaiou ser hippie
e acabou movimento sem teto

foi também bossa nova
nouvelle vague
e agora parece funk

pretendeu ser poesia
mas sua métrica era desarmônica
rimava com cor
e terminava em dor

 . . .

"quem inventou o amor
me explica, por favor"!


(Aline Barra – 13/06/2013)